Um blog de Alagoinhas e região com notícias dos melhores blogs do estado da Bahia, do Brasil e do mundo

Imagem

Ciro chega atrasado e perde vaga no time; Falcão nega punição

Nenhum comentário

Ciro chega atrasado e perde vaga no time; Falcão nega punição

por Felipe Santana
Ciro chega atrasado e perde vaga no time; Falcão nega punição
Foto: Divulgação / Bahia
A escalação de Jones como companheiro de ataque de Lulinha, no treinamento coletivo desta segunda-feira (4), no Fazendão, teve uma justificativa. Segundo o treinador Paulo Roberto Falcão, o atacante Ciro chegou atrasado e por isso não iniciou o trabalho entre os titulares, o que aconteceu nas atividades anteriores.

Ciro só desceu para o campo no momento em que todos os demais atletas já estavam realizando o treinamento físico, o que não agradou ao comandante.

- Estamos muito forte nisso. Eu queria que eles chegassem uma hora antes, mas eles pediram trinta minutos. Fizemos uma negociação e fechamos o tempo em 45 minutos antes do treino começar. Ele chegou atrasado, mas não foi nenhuma punição. Ele começaria jogando, mas também preciso valorizar quem está treinando – confirmou.

Substituto de Ciro, o atacante Jones marcou o único gol do treinamento coletivo e agradou muito ao técnico Paulo Roberto Falcão. Para o comandante, o jogador evoluiu taticamente e reconquistou espaço no grupo de forma merecida pelo que trabalho diário.

- Gostei muito do Jones como centroavante. Belo treino. Melhorou muito, sabe fechar os espaços. Mas, o Ciro ainda não está descartado. Não falei com ele para saber o motivo, mas pode ter acontecido alguma confusão. O humano pode errar – ressaltou.

Comentar
   
Segunda, 04 de Junho de 2012 - 11:13

'Temos que ter paciência com ele', diz Falcão sobre Ávine

por Felipe Santana
'Temos que ter paciência com ele', diz Falcão sobre Ávine
Foto: Ilustrativa | Divulgação / Bahia
A manhã desta segunda-feira (4) foi marcada por um treinamento coletivo, o que não é de costume na era Paulo Roberto Falcão. O treinador, na entrevista coletiva, admitiu que não gosta de realizar esse tipo de treinamento e manteve o mistério em relação ao time titular, que se depender do treino, terá Jones no ataque.

 - Fizemos um trabalho para dar mais organização tática defensiva e ofensiva. Não é meu hábito, mas achei necessário fazer o coletivo e botar em prática tudo que fizemos antes. Tenho pequenas duas dúvidas. Amanhã teremos outro treino para definir – despistou.

As duas dúvidas do comandante não incluem o titular da lateral-esquerda. Recuperado da fratura na mão esquerda, Ávine participou normalmente de todos os treinamentos com bola da semana e foi confirmado pelo técnico.

Em compensação, Falcão pediu paciência com o jogador que, segundo ele, ainda está longe da forma física ideal.

- Ávine teve muitas lesões no ano e ainda busca sua forma ideal. Não dá para gente esperar que ele volte bem. Ele ainda busca o melhor do rendimento. Já coloquei ele no time para se adaptar, já que está muito tempo fora.  Esperar que ele tenha uma boa sequencia e não tenha mais nenhum tipo de lesão. Em relação ao Ávine,  é um jogador que a gente conta muito, mas precisamos ter paciência – ponderou.

Comentar
   
Segunda, 04 de Junho de 2012 - 10:38

Falcão faz coletivo e escala Jones

por Felipe Santana
Falcão faz coletivo e escala Jones
Foto: Ilustrativa | Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias
Paulo Roberto Falcão tirou a manhã desta segunda-feira (4) para surpreender aos que assistiam o treinamento realizado no campo principal do Fazendão. Mudança na equipe considerada titular e treino coletivo.
 
Depois de uma rápida conversa com os jogadores, no centro do gramado, Falcão distribuiu os coletes brancos para o time considerado titular. Uma mudança, que chamou a atenção de todos, em relação aos onze utilizados nos treinamentos anteriores.

Júnior no time reserva e Ciro, inicialmente, fora da atividade. Quem seria o companheiro de Lulinha no ataque? A resposta é Jones. O atacante, que entrou em campo pela última vez no dia 15 de abril, contra o Atlético de Alagoinhas, foi a grande novidade do dia. Em 2012, o jogador atuou em cinco partidas, sendo uma delas como titular.

O único gol do triunfo dos titulares foi marcado curiosamente por Jones. Falcão escalou a seguinte equipe: Marcelo Lomba; Fabinho, Danny Morais, Titi e Ávine; Fahel, Diones, Gabriel e Diego (Zé Roberto); Jones e Lulinha. O time reserva treinou com Omar; Lenine, Lucas Fonseca, Alyson e Gerley; Val, Magno, Zé Roberto (Ciro) e Vander (Rafael); Júnior e Elias.

Os jogadores Souza, Morais, Coelho, Madson e Jéferson seguiram o trabalho na sala de musculação.

Comentar
   
Segunda, 04 de Junho de 2012 - 10:29

PSG disposto a abrir cofre por Thiago Silva

PSG disposto a abrir cofre por Thiago Silva
Foto: Bruno Thadeu / Uol Esportes
O zagueiro Thiago Silva, do Milan, é alvo de cobiça do Paris Saint Germain. O time francês está disposto a abrir os cofres para contar com o brasileiro para a próxima temporada. De acordo com a imprensa italiana, o PSG prentdende desembolsar a bagatela de 40 milhões de euros (R$ 101 milhões) pelo defensor. O grupo de investidores do Catar que controla a equipe francesa pretende montar um time recheado de estrelas.

Comentar
   
Segunda, 04 de Junho de 2012 - 09:53

Árabes de olho em Bolívar, diz empresário

Árabes de olho em Bolívar, diz empresário
Foto: Divulgação
Em entrevista ao jornal O Tempo, de Minas Gerais, o empresário de Bolívar, Neco Cirne, revelou que um clube dos Emirados Árabes entrou na disputa com o Cruzeiro para contratar o zagueiro do Internacional. O agente se diz otimista quando as negociações.

– De repente, o negócio com os árabes ocorre antes do Cruzeiro. Ainda não definimos a situação, por isso não apresentei nada ao presidente (Giovanni) Luigi. Mas já conversei com os árabes e pode concluir, sim - afirmou.

Sobre uma suposta oferta do Cruzeiro pelo defensor, Neco Cirne disse que só tem conhecimento de que empresários procuraram Giovanni Luigi para fazer uma proposta.

Comentar
   
Segunda, 04 de Junho de 2012 - 09:17

Revista Veja destaca bom momento financeiro do Vitória

por Maurício Naiberg
Revista Veja destaca bom momento financeiro do Vitória
Foto: Glauber Guerra / Bahia Notícias
A revista Veja destacou na edição deste final de semana o relatório da empresa BDO, publicado há duas semanas, em relação ao bom momento financeiro do Vitória. Na coluna Panorama, assinada por Otávio Cabral, o editorial elogia a gestão financeira do Leão, que diminuiu seu endividamento nos últimos cinco anos.
 
De acordo com a BDO, o Corinthians foi a agremiação que mais faturou no ano passado: R$ 290 milhões, seguido de São Paulo e Internacional (R$ 226 milhões) e Internacional (R$ 198 milhões). Mesmo na segunda divisão, o Vitória apareceu em 15º lugar, com R$ 34 milhões. Quem também fez um ótimo papel dentro do Barradão foi a torcida, que deu ao rubro-negro o 9ª colocação em arrecadação (R$ 5 milhões).
 
E as boas notícias para o Leão não param por aí. Isso porque, além dos baianos, Santos, Corinthians, Vasco da Gama, São Paulo e Grêmio Barueri não fecharam o ano no vermelho. O rubro-negro baiano foi o único clube no país que reduziu seu endividamento neste período (88% ).
 
Destaque no relatório, o Vitória teve uma evolução no faturamento muito boa, já que a agremiação foi a segunda no Brasil no que diz respeito ao crescimento de receita nos últimos cinco anos: 205%. Neste período ainda, o futebol se destacou. O rubro-negro ficou na nona colocação em relação aos investimentos no departamento.

Comentar
   
Segunda, 04 de Junho de 2012 - 09:05

Leonardo Silva: 'Se Cuca precisar, vou estar pronto para o jogo contra o Bahia'

Leonardo Silva: 'Se Cuca precisar, vou estar pronto para o jogo contra o Bahia'
Foto: Divulgação
Com dores musculares, o zagueiro Réver, do Atlético-MG, foi poupado dos últimos três dias da semana passada dos treinos. Caso o capitão do Galo não possa atuar contra o Bahia, na quarta-feira (6), no Estádio Independência, Leonardo Silva pode ser escalado no time titular. Caso seja convocado por Cuca, o defensor garante estar bem fisicamente para jogar.

-  Posso sim. Vou estar à disposição. O treino foi bom, vou jogar por cerca de uma hora. Aos poucos, vou me condicionando melhor. Se ele precisar de 45 minutos, 30, vou estar pronto. É só jogando que a gente se condiciona. Mas, para o que ele precisar, vou dar meu máximo – declarou.

Leonardo se recuperou recentemente de uma lesão séria no tendão da coxa esquerda, sofrida no último jogo do ano passado. Ele fez tratamento por cinco meses e voltou aos gramados no na vitória por 1  a 0 contra a Ponte Preta, no dia 20 de maio, pela primeira rodada do Brasileirão.

Comentar
   
Segunda, 04 de Junho de 2012 - 08:33

Diego 'Varejão' alerta: 'O Atlético é difícil em qualquer lugar'

por Felipe Santana
Diego 'Varejão' alerta: 'O Atlético é difícil em qualquer lugar'
Foto: Divulgação / Bahia
Anderson Varejão, Perdigão e David Luiz. O que não falta é criatividade. Apesar do pouco tempo no clube, o atacante Diego, anunciado pelo Bahia no dia 18 de maio, já virou alvo de piada no elenco tricolor. O cabelo grande e pouco arrumado ajudou bastante no bom humor dos companheiros.

Testado por Falcão entre os titulares no três treinamentos com bola, o ex-atacante do Noroeste disse que já está acostumado com a brincadeira por causa do cabelo e prometeu dar um fim no penteado.

- Todos os lugares eu tive vários apelidos por causa do cabelo. Aqui não foi diferente. Já estou acostumado. Acho que mais para frente vou mudar o visual. Abaixar um pouco ou cortar tudo de vez – prometeu.

Mas, quando o assunto é o Atlético Mineiro, próximo adversário no Brasileirão, Diego rapidamente tirou o sorriso do rosto e admitiu que o tricolor vai enfrentar muitas dificuldades na quarta-feira (6).

- A equipe do Atlético é difícil de jogar em qualquer lugar. Estão em uma crescente muito boa e fazendo bons jogos. O professor está trabalhando em cima disso e todos já sabem das dificuldades que teremos lá – comentou.

Comentar
   
Segunda, 04 de Junho de 2012 - 08:18

Arena Fonte Nova pode receber Ba-Vi e equipes estrangeiras na inauguração

Arena Fonte Nova pode receber Ba-Vi e equipes estrangeiras na inauguração
Obras em Salvador são as mais avançadas| Foto: Tiago Melo/ Bahia Notícias
A Secopa já estuda uma programação para inauguração da Arena Fonte Nova, estádio que receberá jogos da Copa das Confederações 2013 e Copa do Mundo de 2014. De acordo com o Lancenet, a ideia é promover a participação de Bahia e Vitória, além de duas equipes estrangeiras na abertura da praça esportiva. O evento seria no dia 29 de março de 2013, aniversário da cidade de Salvador. "Ainda não dá para falar com quem estamos negociando, porque a concorrência é grande. Está todo mundo querendo esse tipo de evento. Mas fizemos alguns contatos", disse Ney Campello, secretário estadual da Copa. A expectativa é que as obras sejam concluídas em dezembro deste ano, com um custo total de R$ 591,7 milhões.

Comentar
   
Segunda, 04 de Junho de 2012 - 07:10

Brasil é campeão do Torneio Oito Nações; Filipe foi titular

por Felipe Santana
Brasil é campeão do Torneio Oito Nações; Filipe foi titular
Ao derrotar a Argentina por 2 a 0, neste domingo (3), em Cape Town, na África do Sul, a Seleção Brasileira conquistou o título do Torneio Oito Nações. Para o Bahia, o trófeu é motivo de orgulho para um jogador.
 
O volante Filipe, que participou da decisão como titular, fez parte da mais uma conquista do time canarinho sub-20. Os gols do Brasil foram marcados pelo meia João Felipe e o atacante Ademílson, ambos do São Paulo, no segundo tempo da prorrogação.

Filipe, que só começou no banco de reservas o jogo de estreia, tem contrato com o Bahia até o final da temporada de 2014. Ao retornar da seleção, o jogador será reincorporado ao elenco profissional.
 
Confira a campanha do Brasil:

Brasil 1 x 0 Camarões
Brasil 4 x 0 Quênia
Brasil 4 x 1 Japão
África do Sul 2 x 2 Brasil - 4 x 3 nos pênaltis.
Brasil 2 x 0 Argentina

Comentar
   
Domingo, 03 de Junho de 2012 - 20:17

Na lógica

por Edson Almeida
Assim como a menor distância entre dois pontos é a linha reta, em tudo na vida – e no futebol não é diferente – todo objetivo é mais prático de ser alcançado sem atalhos, simplificando ações, não perdendo o ritmo nem o foco de suas atividades.
 
O triunfo do Vitória sobre o Ipatinga, neste último sábado, por 4x0, foi uma síntese de todos esses conceitos: quando o Leão jogou com simplicidade, pelos caminhos lógicos, sem atalhos, chegou aos gols. Aliás, teve 15 minutos iniciais de um futebol muito competente, deixando a impressão que tem amplas possibilidades de conquistar uma das quatro vagas para a primeira divisão de 2013.
 
Quando achou de tocar excessivamente ou fazer ligação direta da defesa para o ataque, não apenas tropeçou em suas próprias indecisões, como, também, só não sofreu gols porque o adversário mostrou-se incompetente.
 
Não há como se desmerecer o bom triunfo rubro-negro, mas há motivos para advertir sobre esses problemas que, corrigidos, poderão dar muito mais força e consistência para uma bela campanha.
 
O Vitória precisa jogar sempre no mesmo ritmo, buscando o gol, seu grupo é um dos melhores da Série B e não pode ficar dando sopa para o inimigo, principalmente dentro de sua própria casa.
 
Falar nisso, é preciso advertir o seu treinador Carpegiani, a quem não se pode minimizar uma experiência de craque que foi e de técnico de prestígio, mas que, não raras vezes, tem um forte pendor para “inventar” jogadores deslocados, escalações experimentais, e isso tem trazido, ao longo de sua carreira de orientador tático, algumas desagradáveis situações.
 
De sorte que, se o Vitória simplificar seu jogo, partindo em busca de seu ideal, é muito provável que possa sair da incômoda segunda divisão.   

Comentar
   
Domingo, 03 de Junho de 2012 - 18:44

Fã de R10, Lulinha não vê problemas do craque pintar no Fazendão

por Felipe Santana
Fã de R10, Lulinha não vê problemas do craque pintar no Fazendão
Foto: Agência Haack / Bahia Notícias
Sem clube, o meia-atacante Ronaldinho Gaúcho, que deixou o Flamengo através de uma rescisão feita judicialmente, é alvo de muitas especulações no mercado do futebol brasileiro. Gestor de futebol do Bahia, Paulo Angioni não descartou a possibilidade de contratar o jogador.
 
Segundo o dirigente tricolor, o grande empecilho para uma possível negociação seriam os altos valores exigidos pelo atleta. Porém, caso o Bahia encontrasse parceiros para investir em Ronaldinho Gaúcho, o Fazendão estaria de portas abertas para o craque.

Lulinha, que fez questão de se declarar um admirador do talento de Ronaldinho, rasgou elogios ao ex-jogador do Flamengo e engrossou o discurso empregado pelo gestor de futebol, que não vê problemas em contratar o atleta.

- Sem comentários. Sou fã do cara. Eu tive um contato com ele, e Ronaldinho joga em qualquer time. Jogador diferenciado. Mas, quando se trata de problemas familiar, de mãe nesse caso, é muito complicado. Caberia em qualquer time - enalteceu.

Comentar
   
Domingo, 03 de Junho de 2012 - 18:20

Lucas lamenta vacilos da Seleção, mas destaca qualidade do grupo

Lucas lamenta vacilos da Seleção, mas destaca qualidade do grupo
O meia Lucas entrou na partida deste domingo (3), contra o México, quando o Brasil já perdia por 2 a 0. O jogador do São Paulo entrou no lugar do volante Sandro para dar mais poder ofensivo ao time, mas o gol brasileiro não saiu mesmo assim. Após a partida, o jovem disse que os gols sofridos foram frutos de vacilos do time de Mano Menezes.
 
- Apesar de ser uma equipe nova, que está pouco entrosada, a gente tem qualidade. Mas vacilamos nos gols que tomamos, corremos atrás, mas aí eles fizeram outro e ficou complicado virar o jogo, já que eles estavam muito fechados – comentou.
 
Agora a Seleção Brasileira enfrentará o rival Argentina, em Nova Jersey, no próximo sábado (9), para encerrar a série de quatro amistosos preparatórios para a Olimpíada de Londres. 

Comentar
   
Domingo, 03 de Junho de 2012 - 18:04

México derrota a Seleção por 2 a 0 e ‘freia’ empolgação brasileira

por Cláudia Callado
México derrota a Seleção por 2 a 0 e ‘freia’ empolgação brasileira
Foto: Getty Images
Após golear a Dinamarca e os Estados Unidos, a Seleção Brasileira enfrentou neste domingo (3), em Dallas, nos Estados Unidos, um adversário mais qualificado. O México fez o necessário, aproveitou falhas individuais do Brasil e interrompeu a sequência de goleadas do time de Mano Menezes ao vencer por 2 a 0, com gol de Giovani dos Santos. Agora a equipe verde e amarela terá um jogo ainda mais difícil. No próximo sábado (9), enfrentará a rival Argentina, em Nova Jersey, também nos EUA. 

Um teste mais difícil
Enfrentando um adversário mais complicado do que Dinamarca e Estados Unidos, a Seleção Brasileira começou a partida pressionando a saída de bola do México e explorando a velocidade do setor ofensivo. No entanto, o adversário também adiantava a marcação e fechava as laterais do campo para impedir os avanços dos brasileiros. Com isso, os 15 primeiros de jogo foram de muito equilíbrio. 

O Brasil matinha maior posse de bola e o México, quando conseguia desarmar ou aproveitava um erro da Seleção, partia para velocidade tentando encaixar o contra-ataque. O mesmo fazia o time de Mano Menezes. E foi em um erro de saída de bola dos mexicanos que Hulk fez boa jogada até cair dentro da área, aos 19 minutos, e pedir pênalti. 

México na frente
Entretanto, dois minutos depois, também no contra-ataque, Giovani dos Santos invade a área pelo lado esquerdo e cruza. A bola encobre Rafael e vai direto para o gol. Após abertura do placar, o Brasil caiu de rendimento, sem conseguir invadir a área dos adversários.

O México soube aproveitar erros pontuais da Seleção e, após passe errado de Rômulo, Juan fez uma falta em Giovani dos Santos dentro da área. Na cobrança do pênalti, aos 32 minutos, Chicharito Hernández amplia o placar. No final do primeiro tempo, o Brasil teve a chance de diminuir com Oscar. O meia do Inter arriscou de fora da área e obrigou Corona a fazer boa defesa.

Mexicanos voltam melhor e Brasil fica perdido em campo
O segundo tempo não começou muito diferente do primeiro. Mesmo com dois gols de vantagem, o México continuava utilizando a velocidade para dar perigo a Rafael. Aos seis minutos, os mexicanos quase chegam ao terceiro gol com Chicharito. Um minuto depois, Oscar tenta responder para os brasileiros. O meia invadiu a área, passou pelo arqueiro Corona e caiu pedindo pênalti. No entanto, o árbitro marcou apenas tiro de meta. 
 
Precisando fazer gol, Mano tirou Sandro e coloca Lucas no time, deixando o time mais ofensivo e trocou Leandro Damião por Alexandre Pato. Porém, o time de Mano Menezes esbarrava na forte marcação dos mexicanos e nos próprios erros de passe. Com a vantagem, o México se fechou e passou a esperar uma oportunidade de contra-ataque.
 
De tanto pressionar, o Brasil conseguiu uma boa chance após cobrança de falta de Neymar. O santista cruzou, Bruno Uvini cabeceou e, na sobra, Juan enche o pé e obriga a Corona a fazer boa defesa. Em seguida, mais um contra-ataque mexicano. Chicharito saiu na cara do gol, após tabela com De Nigris, e Rafael salvou a seleção. Perdida em campo no final da partida, a Seleção não conseguia chegar com efetividade no campo adversário e teve que ouvir os gritos de “Olé” da torcida mexicana presente no Cowboys Stadium. 


FICHA TÉCNICA:
MÉXICO 2 x 0 BRASIL
Local: Cowboys Stadium, Dallas (EUA)
Data/hora: 3/6/2012 - 16h06 (de Brasília)
Árbitro: Silvio Petrescu (CAN)
Cartões amarelos:  Marcelo, Neymar (BRA); Salcido, Meza (MEX)
Cartão vermelho: Não houve
Gols: Dos Santos, 21'/1T (1-0); Chicharito, 31'/1T (2-0)
 
MÉXICO: Corona, Severo, Meza (Jiménez), Moreno e Salcido; Nilo, Zavalo, Barrera (Andrade) e Guardado (Reyna); Giovani dos Santos (De Nigris) e Chicharito (Lugo) Técnico: José Manuel de la Torre.
 
BRASIL: Rafael Cabral, Danilo, Thiago Silva (Bruno Uvini), Juan e Marcelo; Sandro (Lucas), Rômulo e Oscar (Casemiro); Hulk (Wellington Nem), Neymar e Leandro Damião (Pato). Técnico: Mano Menezes.

Comentar
   
Domingo, 03 de Junho de 2012 - 12:43

Vitória se reapresentou pensando no América-RN

por Maurício Naiberg
Vitória se reapresentou pensando no América-RN
Foto: Divulgação
Após vencer o Ipatinga, por 4 x 0, na tarde deste último sábado, o elenco do Vitória se reapresentou nesta manhã de domingo (3), no CT Manoel Pontes Tanajura. Visando a partida da próxima terça-feira (5), contra o América-RN, segundo colocado da Série B, no estádio Manoel Barradas, pela segunda rodada da competição (jogo adiado), os atletas titulares no duelo com os mineiros fizeram apenas um trabalho regenerativo. Já os reservas participaram de uma atividade com bola, no campo 3 da Toca do Leão. 
 
A novidade ficou por conta da presença do volante Uelliton. Recuperado de dores musculares, o jogador está pronto para assumir a vaga de titular no lugar de Rodrigo Mancha, que o substituiu nas duas últimas rodadas da segundona.
 
Nesta segunda-feira à tarde, todo o grupo volta a trabalhar e encerra a preparação para o confronto com o time potiguar.

Comentar
   
Domingo, 03 de Junho de 2012 - 12:06

Falcão comanda treino tático e mantém Diego

por Felipe Santana
Falcão comanda treino tático e mantém Diego
Foto: Divulgação / Bahia
Sob os olhares do 26º maior artilheiro da história do clube, Dadá Maravilha, o elenco do Bahia participou de mais um treinamento com bola na manhã deste domingo (3), no campo principal do Fazendão. Pela terceira vez, o que não é de costume, Paulo Roberto Falcão realizou um trabalho tático e deu indícios da provável equipe titular.
 
Paulo Roberto Falcão, ao lado dos auxiliares, fez um trabalho intensivo com cada setor da equipe. Situações de jogo entre ataque e defesa foram criadas pelo comandante, que parou por diversas vezes o treino para dar orientações.

Depois do treino tático, os jogadores também realizaram um treinamento para aprimorar os lances de bola parada, entre faltas e escanteios. Falcão desenhou a seguinte equipe: Marcelo Lomba; Fabinho, Danny Morais, Titi e Ávine; Fahel, Diones, Gabriel e Lulinha; Diego e Ciro.

A grande surpresa é a presença do recém-contratado, Diego, ex-Noroeste. O atacante Souza, os meias Morais e Jéferson e os laterais Coelho e Madson continuaram trabalhando a parte física na academia.

Na manhã desta segunda-feira (4), às 9h30, o elenco volta ao batente.

Comentar
   
Domingo, 03 de Junho de 2012 - 11:54

Dadá Maravilha aparece no Fazendão e elogia estrutura do clube

por Felipe Santana
Dadá Maravilha aparece no Fazendão e elogia estrutura do clube
Foto: Divulgação / Bahia
A manhã deste domingo (3) tinha tudo para ser mais um dia de treinamento tranquilo no Fazendão, conforme programação estabelecida pela comissão técnica. Porém, uma visita ilustre movimentou o CT do Bahia e aplicou uma dose a mais de muita alegria e irreverência.
 
Campeão Baiano de 81 e 82, além de ser 26º maior artilheiro da história do clube, o ex-atacante Daria, mundialmente conhecido como Dadá Maravilha, esteve no Fazendão, através de um TV de Minas Gerais, para produzir uma matéria sobre a preparação do tricolor antes da partida contra o Atlético Mineiro.

Dadá assistiu ao treinamento e depois conversou com o treinador Paulo Roberto Falcão, seu companheiro no Internacional, em 1976.  “Está tudo muito diferente. O Fazendão é outro. No meu tempo, não tinha esse conforto todo. Fico feliz de ver o Bahia com essa estrutura toda – comentou Dadá.

Antes de deixar o CT, o ex-jogador foi presenteado pelo clube com uma camisa, número 9. Souza, que estava realizando tratamento na sala de musculação, foi o escolhido para entregar o uniforme e falou sobre a presença do craque.

- “Não tive o prazer de vê-lo jogar, mas já vi muitos gols dele na TV. Era matador e campeão em todos os clubes que passou. Espero que esse encontro me traga sorte e que eu continue fazendo muitos gols, como ele fez pelo Bahia – disse.

Comentar
   
Domingo, 03 de Junho de 2012 - 07:45

Nino deve retornar no jogo contra o Guarani

por Maurício Naiberg
Nino deve retornar no jogo contra o Guarani
Foto: Edson Ruiz / Bahia Notícias
O técnico do Vitória, Paulo César Carpegiani, terá um grande reforço no início desta semana: o lateral-direito Nino Paraíba, recuperado de uma cirurgia no púbis, que o tirou dos gramados desde o começo da temporada.
 
O jogador, que só realizou apenas quatro partidas neste ano, todas no Campeonato Baiano, ainda teve um problema muscular durante o processo de recuperação, o que atrasou mais seu retorno.
 
Os meias Pedro Ken, Arthur Maia e Felipe, todos com lesões musculares também, serão reavaliados nesta segunda-feira (4).

Comentar
   
Domingo, 03 de Junho de 2012 - 00:06

Após nocaute, Popó desabafa: 'Eu estava dormindo, e não morto'

por Felipe Santana
Após nocaute, Popó desabafa: 'Eu estava dormindo, e não morto'
Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press
Se alguém ainda duvidava da potência da sua mão, Acelino Freitas, o Popó, mostrou que não desaprendeu como derrubar um adversário. Na sua despedida oficial dos ringues, na noite deste sábado (2), o boxeador baiano venceu por nocaute o compatriota Michael Oliveira, em um cassino de Punta del Leste, no Uruguai.
 
O tetra campeão mundial, que subiu ao ringue depois de cinco anos parado, quando foi derrotado para o americano Juan Diaz, em 2007, mandou um recado para quem não acreditava na sua vitória.

- Eu me preparei para lutar com o Michael.  Você fazer uma despedida contra um menino é importante. Popó estava dormindo, e não morto. Nunca deixei de treinar ou me dedicar.  – comentou após o triunfo.

A vitória de Popó foi sacramentada no nono round, quando Michael caiu pela segunda vez e o juiz interrompeu considerando um nocaute técnico. Derrotado, Michael Oliveira admite que aprendeu muito com a luta e, ao lutar contra Popó, realizou um sonho da carreira.

- Ele vai ser sempre meu ídolo. Melhor boxeador que eu já vi lutar e tive uma chance que muitos queriam ter. Me ensinou muita coisa esse duelo. Me ensinou ser campeão – disse.

Comentar
   
Sábado, 02 de Junho de 2012 - 23:53

Popó vence luta de despedida contra Michael Oliveira

por Maurício Naiberg
Popó vence luta de despedida contra Michael Oliveira
Em combate realizado em um cassino na cidade uruguaia de Punta del Este, contra Michael Oliveira, o baiano Acelino Popó Freitas venceu o paulista por nocaute técnico, no nono round, na sua despedida dos ringues.
 
Aos 36 anos, o tetracampeão mundial deixou a vitoriosa carreira em definitivo e em grande estilo. Isso porque, durante todo o duelo, Popó deu pouquíssimas chances ao adversário, considerado uma promessa do esporte no país.
 
Se a decisão ficasse nas mãos dos juízes, muito provavelmente o triunfo terminaria com a festa do baiano. 

Comentar
   
Sábado, 02 de Junho de 2012 - 21:28

Evolução necessária

por Maurício Naiberg
Simples e direto: gostei da apresentação do Vitória na goleada sobre o Ipatinga, por 4 x 0, dentro do Barradão, neste sábado ensolarado em Salvador. Apesar de longe do ideal, já que os mineiros, com todo o respeito, são fracos, achei muito interessante a postura do time do início ao fim do jogo, atacante e marcando com eficiência.
 
Ainda não concordo com a improvisação de Gabriel Paulista na lateral-direita. Acho que é um desperdício deixá-lo nesta posição, mantendo Rodrigo como titular. Se o cara tem nomes no elenco para assumir a camisa 2 – Léo e Carlinhos, por exemplo – porque não colocá-los em campo? Se não tivesse opção, estaria reclamando da diretoria. O primeiro prefiro que fique na reserva mesmo, mas o segundo tem que ser testado.
 
O diretor de futebol do clube, Raimundo Queiroz, deu uma entrevista antes de iniciar a partida que me deixou até surpreso. Ele falou que Carlinhos ainda está inibido nos treinos. Discordo e acho que ele não acompanha os trabalhos diários da sua comissão técnica. E outra: se o garoto, que estava no São Domingos-SE, não entrar em campo agora, quando entrará? Seu contrato termina em três meses. Estou vendo que será mais um que chega, não tem oportunidade e aparece em outro lugar.
 
Mas, deixando um pouco de lado essas críticas, que são necessárias, o rubro-negro não teve nenhuma dificuldade contra o frágil adversário mineiro e isso tem algumas explicações. A primeira é o novo companheiro de Tartá no meio de campo: Eduardo Ramos, que matou a pau, com objetividade e sem frescuras. Toques rápidos, precisos e muita dinâmica. Difícil vai ser escolher entre ele e Pedro Ken.
 
Por falar em Tartá, o melhor em campo. O cara corre os noventa minutos e nenhum lance para ele está perdido. E para completar, ainda ganhou um auxílio na esquerda: o garoto Mansur. Dá para comparar com Saci? Lógico que precisamos relevar sua imaturidade, pois tem apenas 18 anos, contudo, sua presença naquele lado do campo fez uma diferença grande. Tem futuro e merece essa chance de se firmar.
 
Também fiquei satisfeito com Marquinhos. Bem mais participativo, voltando para fechar o meio na hora certa. É isso que queremos ver dele, que, quando resolve jogar mesmo, é diferenciado.
 
Parabéns ao rubro-negro, que fez uma exibição sólida. Terça-feira tem outra batalha contra o América-RN. 

Comentar
   
Sábado, 02 de Junho de 2012 - 18:49

Carpegiani revela 'bronca' no intervalo e elogia Mansur

por Felipe Santana
Carpegiani revela 'bronca' no intervalo e elogia Mansur
Foto: Glauber Guerra / Bahia Notícias
Com visão privilegiada, de uma das cabines do Estádio Manoel Barradas, o treinador Paulo César Carpegiani assistiu à goleada sobre o Ipatinga por 4 a 0 e passou algumas orientações, por telefone, para o auxiliar Ricardo Silva.
 
Do alto, o comandante rubro-negro ficou encantando com o desempenho do jovem Mansur, que substituiu Wellington Saci, vetado pelo departamento médico momentos antes da bola rolar no Barradão.

- Eu gostei muito. Me solucionou o problema. Estávamos contratando um jogador, mas não estamos mais. Vamos dar continuidade ao menino que me agradou demais. Jogador da função, que sabe marcar, atacar e jogar. Tem técnica e casou muito bem com o Tartá pela esquerda – destacou.

Mesmo com o resultado positivo, Carpegiani confessa que não gostou do comportamento da equipe na etapa  inicial.

- O resultado é importante, dá confiança e segurança ao grupo. Isso é fundamental para sequência do campeonato. Mas, o meu time teve dois tempos diferentes. Jogamos bem nos quinze minutos iniciais e praticamente definimos o jogo. No intervalo, eu conversei com os jogadores e voltaram mudados. Time mais competitivo, compacto, com cara de time. Me agradou apenas o segundo tempo – analisou.

Comentar
   
Sábado, 02 de Junho de 2012 - 18:23

Cansado, Marquinhos comemora 'estreia' com pé direito

por Felipe Santana
Cansado, Marquinhos comemora 'estreia' com pé direito
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias
Autor do primeiro gol da goleada do Vitória sobre o Ipatinga, na tarde deste sábado (2), no Barradão, o atacante Marquinhos admite que o time sofreu uma queda de rendimento depois de abrir uma vantagem de dois gols no placar.

Marquinhos, porém, garante que o time está preparado para sequência de jogos na próxima semana. Terça-feira (5), no Barradão, contra o América-RN e na próxima sexta-feira (8), contra o Boa Esporte.

- Já sabíamos das dificuldades. Estamos saindo de uma sequência de três competições: Campeonato Baiano, Copa do Brasil e Brasileiro. Viagens, cansaço e muito pouco tempo com a família. É cansativo, mas vamos continuar trabalhando para dar tudo certo no final – comentou.

O camisa 11 do Vitória detalhou o lance em que se queixou de dores no ombro, que o deixou de fora por algumas semanas, e tranquilizou o torcedor.

- Tenho que ter cuidado na hora de cair para não machucar mais. Senti um pouco do braço que já tive problemas antes. Mas, é só saber cair para não agravar nada – concluiu.

Comentar
   
Sábado, 02 de Junho de 2012 - 18:15

Neto promete trabalhar para calar vaias da torcida

por Felipe Santana
Neto promete trabalhar para calar vaias da torcida
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias
Artilheiro do Brasil na temporada de 2012, o atacante Neto Baiano, do Vitória, chegou ao gol de número trinta e três, na tarde deste sábado (2), contra o Ipatinga, no Barradão. Apesar da performance no ano, o camisa 9 ainda desperta a insatisfação de alguns torcedores.

Antes de marcar o terceiro gol do Vitória, neste sábado (2), o centroavante recebeu inúmeras vaias da torcida. 
Substituído por Dinei, o atacante Neto Baiano se mostrou tranquilo com o protesto de parte da torcida e prometeu mais empenho nos próximos jogos.

- Fico muito tranquilo e respeito o torcedor. O jeito é trabalhar mais para agradar aos torcedores que estão me vaiando – comentou.

Neto não terá muito tempo para aprimorar as finalizações, já que terça-feira (2), contra o América-RN, o Vitória volta a jogar.

Comentar
   
Sábado, 02 de Junho de 2012 - 18:11

Vitória goleia o Ipatinga e segue invicto no Barradão

por Felipe Santana
Vitória goleia o Ipatinga e segue invicto no Barradão
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias
A ‘estreia’ não poderia ser melhor para o time da casa. No primeiro jogo como mandante no Campeonato Brasileiro da Série B, o Vitória fez muito bem o papel de casa e goleou o Ipatinga, na tarde deste sábado (2), no Barradão, por 4 a 0. Mais um triunfo para conta do Estádio Manoel Barradas. Com o resultado positivo, o rubro-negro ampliou a invencibilidade dentro de casa para dezoito partidas. São doze vitórias e seis empates. Mais uma vez no Barradão, o Leão volta jogar na próxima terça-feira (5), contra o América-RN, às 21h. 

Início quente e com dois gols do Vitória
Eduardo Ramos dominou do lado esquerdo, olhou para grande área e cruzou. Marquinhos antecipou ao lateral Chiquinho e tocou para o gol. Vitória 1 a 0.  Não demorou muito e rubro-negro quase amplia. Eduardo Ramos começou o lance na intermediária e tocou para Marquinhos, na direita. O atacante rolou para Neto Baiano, mas, antes do centroavante, o zagueiro Gasparetto deu carrinho e mandou a bola para escanteio. Intervenção decisiva para evitar o gol do camisa 9. Início melhor, impossível. O zagueiro Azevedo saiu jogando errado e deixou a bola para Tartá. O meia disparou pelo meio, em velocidade, invadiu a área e tocou rasteiro, sem chances para Bruno. Vitória 2 a 0. Foram dois gols em menos de dez minutos. O suficiente para tirar do sério o treinador do Ipatinga, Ney da Matta. Não é à toa que o técnico fez a primeira mudança aos 11 minutos. Saiu o zagueiro Azevedo, que errou nos dois gols, e entrou o volante Vinicius Kiss.
O time mineiro só chegou ao ataque aos 13. Ruy tabelou com Tiago Pereira, mas na hora da finalização deixou a bola correr demais e se chocou com o goleiro Douglas. O lance não intimidou o rubro-negro. Aos 16, Mansur recebeu sem marcação, do lado esquerdo, e tocou para o meio da área. Neto Baiano finalizou bonito, de letra, mas a bola saiu lentamente pela linha de fundo.

Vitória cai de produção
Depois do início eletrizante, o Vitória tirou o pé do acelerador e o ritmo da partida caiu bruscamente. O Ipatinga, que começou a tomar conta do jogo, não conseguiu fazer a posse de bola se transformar em boas chances. Aos 36, o lateral-esquerdo Chiquinho apareceu como homem surpresa, atrás dos zagueiros, e tocou para o meio. O atacante Márcio Diogo, dentro da pequena área, cabeceou para o gol, mas a bola pegou na própria mão direita e passou muito perto da trave. Melhor chance do Ipatinga na primeira etapa. O Leão só acordou aos 39. Mansur cruzou para grande área e o zagueiro Gasparetto falhou feio. Furou e deixou a bola passar para Marquinhos, de cabeça, exigir boa defesa de Bruno.
 
Ipatinga volta melhor, mas é o Vitória que amplia
O segundo tempo começou movimentado. Com menos de um minuto, o lateral-esquerdo Chiquinho cruzou rasteiro na medida para Djavan, que havia acabado de entrar. No entanto, Victor Ramos apareceu na hora certa e mandou para escanteio.  A resposta do time baiano foi logo na sequência, com duas finalizações de Marquinhos. Se Marquinhos tentou e não conseguiu, Neto Baiano tratou de mostrar como é que se faz. Após belo toque de Eduardo Ramos, por cima do zagueiro Gasparetto, o camisa 9 bateu forte, no ângulo direito de Bruno. Goleada no Barradão: Vitória 3 a 0. Neto Baiano demonstrou não estar nada satisfeito com o comportamento de poucos torcedores e não comemorou, sendo apenas abraçado pelos companheiros. Quem também demonstrou estar precisando de aulas de como fazer gols foi o atacante Tiago Pereira, do Ipatinga. De novo pelo lado esquerdo, aos 6, Chiquinho cruzou para grande área. Djavan atrapalhou e o goleiro Douglas deu rebote. Tiago chutou em cima do zagueiro Rodrigo, mas a bola voltou para ele. O camisa 9 encheu o pé, todo sem jeito, e acertou a rede pelo lado de fora. O lateral-direito Ruy, que chegava no lance, reclamou do companheiro e dois ficaram batendo boca por alguns segundos.

Vitória no contra-ataque
O Ipatinga voltou ao ataque aos 12. O cruzamento feito por Djavan atravessou toda grande e chegou em Chiquinho. O lateral encheu o pé, mas a bola subiu demais. A busca desesperada pelo gol deixou o time mineiro mais exposto aos contra-ataques do Vitória. Não deu outra. Aos 19, Marquinhos tabelou com Eduardo Ramos e cruzou para área. O zagueiro Rodrigo se atrapalhou sozinho e deixou a bola escapar. Um minuto depois, Mansur bateu forte e o chute pegou em cheio no zagueiro Gasparetto. Eduardo Ramos cansou e pediu para sair. Entrou Geovanni. O meia, no seu primeiro lance, aos 26, bateu falta com categoria e levou muito perigo ao goleiro Bruno. O Vitória, apesar da vantagem, não quis saber de brincadeira. Aos 35, o meia Tartá viu Dinei, sem marcação, e tocou. O atacante bateu rasteiro e selou à goleada do rubro-negro no Barradão.
 
SÉRIE B
Vitória 4 x 0 Ipatinga 
Local: Estádio Manoel Barradas, em Salvador (BA).
Data: Sábado, 2 de junho.
Árbitro: Ítalo Medeiros de Azevedo (CBF/RN).
Assistentes: Luiz Carlos Camara Bezerra (CBF/RN) e Lorival Candido das Flores (CBF/RN).
Público: 7.300
Gols: Marquinhos, Neto Baiano, Dinei e Tartá (Vitória)
 
Vitória: Douglas; Gabriel Paulista, Victor Ramos, Rodrigo e Mansur; Michel (Ananias), Rodrigo Mancha, Eduardo Ramos (Geovanni) e Tartá; Marquinhos e Neto Baiano (Dinei). Técnico: Paulo César Carpegiani.
 
Ipatinga: Bruno; Ruy (João Neto), Gasparetto, Azevedo (Vinicius Kiss) e Chiquinho; Leanderson, Leandro Brasília, Pedrão e Wellington Bruno; Márcio Diogo *Djavan) e Tiago Pereira. Técnico: Ney da Matta.

Comentar
   
Sábado, 02 de Junho de 2012 - 15:27

Vitória entra em campo com a Tudo FM

por Felipe Santana
Vitória entra em campo com a Tudo FM
O Vitória entra em campo na tarde deste sábado (2) para mais uma partida cheia de emoções pelo Campeonato Brasileiro da Série B. E você, torcedor, poderá acompanhar todas as emoções desses confrontos com a equipe "Turma da Bola", na sua rádio TUDO FM 102.5, com nomes consagrados do jornalismo esportivo baiano, como Paulo Silva, Jota Carlos, Pedro Sento Se, João Sá, Jaílson Baraúna, Jorge Catugy, Maurício Naiberg e Felipe Santana. Clique e acompanhe ao jogo!

Comentar
   
Sábado, 02 de Junho de 2012 - 11:51

Lulinha comemora semana de treinamentos

por Felipe Santana
Lulinha comemora semana de treinamentos
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias
Há quem reclame do tempo sem jogar. São onze dias da última contra o São Paulo  até a próxima rodada, dia 6 de junho, diante do Atlético Mineiro. Mas, para o meia-atacante Lulinha, como ele próprio definiu a posição, os dias sem jogar caíram bem para o elenco tricolor.
 
- É importante esse tempo. Estávamos em uma sequência de jogos importantes, um atrás do outro. É importante, sim, para descansar e também trabalhar esses dias todos com o Falcão. Eu acho muito legal – comentou.

Nos dois primeiros treinos com bola da semana, o treinador Paulo Roberto Falcão escalou um quarteto ofensivo, no qual a principal característica é a velocidade: Diego, Gabriel, Lulinha e Ciro.

Para Lulinha, é uma boa opção tática para surpreender o Atlético Mineiro.

- O time está muito rápido. A partida será muito complicada e nossa velocidade pode ser uma arma para surpreender – disse.

Comentar
   
Sábado, 02 de Junho de 2012 - 11:36

Vitória consegue efeito suspensivo para Carlinhos

por Maurício Naiberg
Vitória consegue efeito suspensivo para Carlinhos
Foto: Glauber Guerra / Bahia Notícias
O departamento jurídico do Vitória teve trabalho, mas conseguiu o efeito suspensivo para o lateral-direito Carlinhos, suspenso no Superior Tribunal de Justiça Desportiva de Sergipe por três meses e mais seis partidas, em razão de uma expulsão ainda quando atuava pelo São Domingos-SE, no Campeonato Sergipano.
 
Contudo, o atleta será julgado novamente no próximo dia 11. Antes disso, estará à disposição de Paulo César Carpegiani, caso o treinador rubro-negro queira utilizá-lo na partida de terça-feira, dia 5, contra o América-RN, e do dia 8, com o Boa. 

Comentar
   
Sábado, 02 de Junho de 2012 - 11:18

Realidade paralela

por Éder Ferrari
Gosto de pensar que a maior dádiva de uma pessoa não é a inteligência e sim a capacidade de utilizá-la. Saber analisar, interpretar e usar os conhecimentos de uma maneira que ajude a elucidar as questões e fazer um mundo melhor. Isso serve para tudo, seja religião, política, estrutura da vida em sociedade e, claro, a paixões como o futebol. Tenho orgulho de ter muitos amigos assim. Um deles, que conheço há mais de 20 anos, Rógere Lemos, mais conhecido como Roginho – já foi Rojão na época da malhação pesada e dos sucos fortalecedores – é chamado de ranzinza pela galera por sempre agir assim. A turma tomando uma frente ao prédio dele e ele, mesmo se estiver no bolo, fala: “Ô Betinho (outro amigo), abaixa essa porra desse arrocha, que está incomodando quem não quer ouvir”. Tudo na resenha! O sujeito é um eterno indignado! É impressionante a capacidade dele de sempre ver o outro lado da moeda. Não pense que quero seu mal, meu brother, mas você deveria ser jornalista!  
 
E, apesar de ser um pensamento óbvio, que deveria permear a mente de todos, a pedra foi lançada por ele. Pelo menos no meu enorme grupo de amigos. Vejam o que Roginho escreveu no Facebook. “Imagine você torcendo para uma empresa dar certo. Só que a empresa não paga os salários dos funcionários, tem processos trabalhistas de centenas de milhares de reais, contraem dívidas astronômicas com bancos e não pagam, deixam seus colaboradores de destaque chegarem atrasados, encherem a cara e prejudicar o andamento dos trabalhos. Pronto, essa empresa tem várias filiais: Corinthians, Vasco, Flamengo, São Paulo, Palmeiras, Botafogo... e por aí vai. E a gente aqui torcendo e brigando por elas”. Foi daí que tirei a pauta para esse artigo. O que passa em nossa cabeça quando o assunto é futebol, principalmente no nosso clube, é surreal! Somos quase todos hipócritas da bola! 
 
Não se trata de questionar a paixão que sentimos. Não quero que ninguém abra e nem eu abrirei mão, mas o debate cabe e essa benevolência precisa ser revista. Os dirigentes estão acabando com nosso prazer e não percebemos. A bola de neve está de um tamanho quase sem volta. E somos nós quem a alimentamos. Vejo muitos torcedores dizendo coisas como: “tem de pagar R$ 250 mil por Hugo. É mais ou menos o que pagamos a Zé Roberto. Tá barato. O mercado é assim”. É uma realidade paralela. Aí, quando acontece o inevitável atraso nos salários, retruca: “jogador tem mais é que se fuder mesmo. O cara ganha milhões pra jogar bola e não pode atrasar um mês? Eu que ganho salário de fome que não posso receber atrasado”. Conveniência pouca é bobagem! Ou o caminho natural de apontar o culpado. “Diretoria incompetente. Só faz merda nas contratações. Quer pagar o que não tem!”. Mas não foi você quem pediu para contratar jogadores de “peso”? Depois resolve na justiça!
 
Os clubes brasileiros nunca arrecadaram tanto, porém, em contrapartida, continuam agindo da mesma maneira incompetente e irresponsável de sempre. Até pior! O que levou Roginho àquele pensamento foi o caso Ronaldinho Gaúcho. Um clube atolado em dívidas, sem estrutura e com uma política interna mais esculhambada que cabelo de mendigo, vai e assume a responsabilidade – inicialmente dividida com uma empresa de marketing esportivo – de pagar um salário milionário, de jogador top na Europa, a um cara em fim de carreira que só pensa em aproveitar a fortuna conquistada com o dom. Por sinal, dom esse, que ele fez questão de tratar com descaso. Era óbvio que iria dar problema mais cedo ou mais tarde. O Flamengo já tinha dívidas com o elenco. Como é que você não tem dinheiro para pagar o que tem, vai e faz um negócio desses? Só o futebol permite esses absurdos. E nós batemos palmas para isso! Para ser campeão vale tudo! O resto depois à gente resolve. Ou não. 
 
O jogador não tem culpa. Se tem doido que paga, por que ele não vai pedir? Isso não é uma exclusividade flamenguista. No Bahia, quando chega novembro, se o cara não interessa para a temporada seguinte, pode se preparar. Vai ter de entrar na justiça para receber dezembro, às vezes novembro, e premiações. É que início de ano é sempre de vacas magras, né? Somos os coitadinhos do Brasil! É melhor guardar essa grana para pagar quem vem no ano seguinte. O Vitória, quando Alexi Portela assumiu, disse que não iria pagar as dívidas da gestão anterior e assim o fez. Como assim? Queria o que com isso? Seria um passe de mágica e os débitos sumiriam? Uma hora a bomba estoura! Vimos isso no caso do lateral direito Maurício. Por esse pensamento do presidente rubro-negro, o ex-jogador se armou e levou uma bolada. Outros casos assim vão aparecer. 
 
Se você deve R$ 100 e arrecada R$ 10, você nunca poderá gastar R$ 15. Parece estupidez explicar isso, né? Todo mundo sabe que dois mais dois é igual a quatro. Para os dirigentes a soma dá sete. E a bola de neve vai descendo a ladeira. Nosso futebol precisa ser repensado. E o torcedor precisa ajudar. Uma amiga de Roginho disse na postagem que levamos o futebol muito a sério e esse é o problema. Acho exatamente o contrário. Toda indignação se resolve com um gol. Isso tem de acabar. Comemore dentro e grite fora! Transparência e responsabilidade têm de ser cobradas independente da próxima partida. Não pode existir essa realidade paralela. Se cobrarmos compromisso e competência em nossa paixão, todo o resto do pensamento e atitudes em sociedade vai fluir para melhor. Precisamos acordar, nos indignar e tomar atitudes. Essas ondas não podem mais ser tratadas como normalidade! Temos de ser como Roginho. Nosso país está com os conceitos aloprados. Os fins efêmeros não podem justificar os meios. A conta sempre chega! Muitos clubes vão acabar! Uma hora a barriga rasga e não dará mais para empurrar! 

Comentar
   
Sábado, 02 de Junho de 2012 - 11:09

Falcão comanda tático e arma defesa

por Felipe Santana
Falcão comanda tático e arma defesa
Foto: Divulgação / Bahia
O final de semana, para algumas pessoas, pode significar dois dias de descanso, sem trabalho. Para o elenco do Bahia, a manhã que seria de ‘curtição’ se tornou um período de muito treinamento com bola no Fazendão.
 
O segundo treinamento com bola foi uma repetição do primeiro. Treino tático e muitas orientações de Paulo Roberto Falcão. Na primeira parte da atividade, o grupo foi dividido em duas partes.
 
Julinho Camargo, auxiliar técnico, ficou sob responsabilidade de duas equipes, em campo reduzido: Lenine, Lucas Fonseca, Alyson e Gerley;  Rafael // Fahel, Magno, Zé Roberto, Vander, Jones e Júnior.  Do outro lado, Falcão orientava o possível quarteto defensivo para partida contra o Atlético Mineiro, quarta-feira (6): Fabinho, Danny Morais, Titi e Ávine. Os quatro jogadores foram testados, em campo reduzido, na marcação sob pressão de Val, Diones, Gabriel e Diego; Lulinha e Ciro.
 
Logo depois de uma conversa rápida com todos os jogadores, o técnico abriu o campo e iniciou o treinamento tático. De colete branco: Fabinho, Danny Morais, Titi e Ávine; Val, Diones, Gabriel e Diego; Lulinha e Ciro. A segunda equipe: Lenine, Lucas Fonseca, Alyson e Gerley; Fahel, Magno, Vander e Zé Roberto; Júnior e Jones.
 
Os laterais Madson e Coelho, o atacante Souza e os meias Morais e Jéferson treinaram na sala de musculação.

Nenhum comentário :